Domingo, 23 de Setembro de 2018

Buscar  
Brasil
Publicada em 12/09/18 às 14:27h - 11 visualizações
Piauí atinge maior safra de sua história

Radio Picos FM


O Piauí encerrou a safra deste ano atingindo a maior produção de sua história, com 4,263 milhões de toneladas de grãos, com um aumento de 17% em relação à safra agrícola do ano passado, que foi de 3,645 milhões de toneladas, divulgou, na manhã de terça-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

(Crédito: Reprodução)

O Piauí também bateu recorde histórico ao plantar 1,534 milhão de hectares este ano, 3,9% superior à área plantada na safra do ano passado, que foi de 1,476 milhão de hectares.

A produção brasileira de grãos fechou o ciclo 2017/2018 com produção estimada em 228,3 milhões de toneladas. O número confirma a colheita como a segunda maior do país, atrás apenas que a registrada na safra passada. A área manteve-se próxima à estabilidade, com ligeira alta de 1,4%, passando de 60,9 milhões de hectares para 61,7 milhões de hectares. Os dados estão no 12º levantamento da safra feito pela Companhia Nacional de Abastecimento.

No Piauí, a produção do algodão em caroço foi de 27,7 mil toneladas este ano, com um crescimento de 40,6% em relação à safra do ano passado, que foi de 19,7 mil toneladas.

A produção do algodão em pluma neste ano passado fechou em 11,9 mil toneladas no Piauí, com um crescimento de 40% em relação á safra do ano passado, que foi 8,5 mil toneladas.

No Piauí, para o arroz irrigado primeira e segunda safra, houve um pequeno aumento de área na ordem de 2,6% em relação à área da safra passada, com esse aumento a área deve atingir 5,3 mil hectares.

Para o arroz de sequeiro houve um incremento de 9,2% da área em relação à safra passada, com área de 65,5 mil hectares. Esse aumento de área ocorreu na região de cerrado referente à agricultura empresarial e na região norte do estado referente a agricultura familiar.

O arroz irrigado primeira safra e o arroz de sequeiro se encontra com a área total plantada, o plantio na região sudoeste (cerrado) ocorreu entre a segunda quinzena de dezembro e a primeira de janeiro, já na região norte e centro-norte, onde se concentram as maiores áreas de arroz no estado, o plantio ocorreu entre a segunda quinzena de janeiro e a primeira de fevereiro.

Dessa forma, as lavouras de sequeiro se encontram totalmente colhidas, já as lavouras irrigadas estão em fase final de colheita.

A produtividade normal esperada para o arroz irrigado primeira e segunda safras é de 4.478 kg/ha, já para o arroz de sequeiro a produtividade obtida foi de 1.443 kg/ha, representando um aumento de 4,3% em relação à safra anterior.

O feijão-caupi é o terceiro tipo de feijão mais cultivado na primeira safra brasileira e tem sua produção concentrada no Nordeste, em especial no Piauí e na Bahia. A área e a produção nacional de feijão-caupi diminuíram 10,3% e 3,3%, respectivamente.

No Piauí, as condições climáticas foram favoráveis ao desenvolvimento da cultura do feijão-caupi, principalmente se for comparada com as condições apresentadas em 2016/17.

Assim sendo, a produtividade média obtida foi 31% maior do que àquela da temporada passada, contribuindo para tornar o estado o principal produtor desse tipo de feijão na primeira safra brasileira com uma produção de 90,3 mil toneladas (35,8% maior do que a produção da temporada anterior).

A produção total do feijão no Piauí, em todas as safras do ano passado, ficou 93,6 mil toneladas neste ano, com um aumento de 33,1% em relação à safra do ano passado, que ficou em 70,3 mil toneladas.

No Piauí observou-se um aumento na área de milho primeira safra na ordem de 1,7% em relação à safra passada, totalizando 425,3 mil hectares, que foram totalmente colhidos.

De uma forma geral, a safra experimentou boas condições climáticas em praticamente todas as regiões do estado, confirmando uma boa produtividade obtida. Dessa forma, a produtividade obtida do milho ficou em 3.309 kg/ha, apresentando uma variação positiva de9% em relação à safra passada.

Esse número confirma a expectativa inicial dos produtores principalmente no cerrado, onde o clima foi benéfico, as chuvas bem distribuídas, a incidência de pragas e doenças baixas, não apresentando dificuldades de controle.

No Piauí ocorreu aumento de área na ordem de 28,3% em relação à safra passada, totalizando 63,2 mil hectares.

Conforme previsto, o plantio se iniciou a partir do dia 15 de fevereiro e se estendeu até o início de abril.

As últimas chuvas que ocorreram na região, com boa intensidade e de abrangência geral, foram ainda na primeira quinzena de abril, após isso, apenas chuvas isoladas e de baixíssimo volume, o que prejudicou o desenvolvimento da cultura e diminuiu consideravelmentea produtividade devido ao estresse hídrico.

A produtividade obtida foi de 1.289 kg/ha, correspondendo a uma redução de 45,5% em relação à safra passada.

A produção total do milho no Piauí neste ano ficou em 1,488 milhão de toneladas, com um aumento de 7,4% em relação à safra do ano passado,que foi de 1,386 milhão de toneladas. ´

A produção da soja no Piauí também bateu recorde histórico ficando em 2,638 milhões de toneladas, com um crescimento de 23,9% em relação ao ano passado, quando a safra foi de 2,048 milhões de toneladas.

No Piauí ocorreu aumento na área de soja de 2,4% devido ao retorno das áreas ocupadas por milho na safra passada, totalizando 710,5 mil hectares.

A lavoura de soja já está finalizada em todo o estado. Os grãos colhidos possuem boa qualidade, apesar de ter ocorrido uma diminuição do acumulado de chuva em todas as regiões do estado em março. Isso, porém, não prejudicou o desenvolvimento das lavouras nem impactou sua produtividade. Durante todo o período de desenvolvimento da lavoura houve baixíssima incidência de pragas e doenças, que permitiu um controle relativamente fácil com poucas aplicações.

A utilização da tecnologia em sua plenitude, além do excelente regime climático, contribui para os ótimos resultado.

A soja segue como importante destaque entre as culturas analisadas, apresentando crescimento de área e produtividade. O espaço destinado ao grão nas lavouras cresceu, sobretudo, em áreas destinadas à produção de milho 1ª safra, devido a melhor rentabilidade ao produtor. Além disso, as condições climáticas foram favoráveis à cultura, apesar de a estiagem ter atrasado o plantio. Com isso, a oleaginosa registrou produção recorde, chegando a uma colheita de 119,3 milhões de toneladas.

Com o mercado favorecendo ao produtor, o algodão é outro destaque positivo nesta safra. E com uma área plantada de 1,17 milhão de hectares, o que representa um crescimento de aproximadamente 25%, e uma produtividade (algodão em caroço) de 4.267 quilos por hectare, o produto registra produção de 5 milhões de toneladas.

O desempenho da safra atual só não foi melhor devido à produtividade que registrou queda em nível nacional de 5,2%, impulsionada, principalmente, pelo desempenho do milho segunda safra em quase todas as regiões brasileiras. Segundo análise da Conab, o atraso no plantio da soja fez com que os agricultores perdessem a janela ideal para plantar, o que gerou impacto direto na produtividade. Além disso, a área destinada para o grão também diminuiu, uma vez que as condições de mercado não estavam tão favoráveis como em outros anos.

Na Região do Matopiba, o prognóstico climático indica maior probabilidade de chuvas dentro ou abaixo da faixa normal do trimestre na maior parte da região.

Contudo, do mesmo modo que no Centro-Oeste, o trimestre no Matopiba é caracterizado por ser tipicamente menos chuvoso e a previsão apenas reforça a condição de baixa precipitação.

No Piauí,na região sul, as últimas chuvas na região ocorreram em abril. Com isso, o acumulado de chuva até a última semana de julho se manteve em torno de 1.000 mm.

Na região do semiárido, o volume de precipitação reduziu bastante, segundo o prognóstico do Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet. Já na região norte, o período chuvoso se encontra com chuvas regulares.

Fonte:Meio Norte




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
(89)999288450 Chagas Vieira

Redes Sociais


Clima Tempo
No Ar
SOM DOS PAREDÕES
Peça sua Música

  • magdo
    Cidade: guanhaes mg
    Música: apelido carinhoso gustavo lima
  • Rogério Sousa
    Cidade: Santo Inácio do Piauí
    Música: Vai malandra
  • fernando lemos
    Cidade: sao paulo
    Música: a carta com eduardo costa
  • joseandro
    Cidade: palmas-to
    Música: amor de vaqueiro
  • hidaleto da silva
    Cidade: picos piaui
    Música: rotina
  • Paulo Brasil
    Cidade: Esperantina
    Música: Pão de Mel
Programação
Estatísticas
Visitas: 332385 Usuários Online: 10


Bate Papo

Digite seu NOME:


Parceiros

Foi Muito Bom ter Vocês Conosco Volte Sempre: Equipe/ Rádio Picos FM
Copyright (c) 2018 - Radio Picos FM - Todos os direitos reservados