noticias974 Seja bem vindo ao nosso site PORTAL E RÁDIO WEB PICOS MAIS!

Piauí

"Recuperei meu aparelho e encerrei esse trauma", diz atendente ao reaver celular levado em assalto

Publicada em 18/04/24 às 17:49h - 6 visualizações

PORTAL E RÁDIO WEB PICOS MAIS


Compartilhe
Compartilhar a noticia \  Compartilhar a noticia \  Compartilhar a noticia \

Link da Notícia:

  • 1.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 2.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 3.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 4.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 5.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 6.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 7.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 8.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 9.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 10.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 11.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 12.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 15.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 16.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 17.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com
  • 18.jpegRenato Andrade/ cidadeverde.com



Por Adriana Magalhães

A atendente Aline Pereira de Sousa foi a primeira pessoa a deixar o do auditório da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) onde aconteceu a quarta devolução de celulares recuperados pelas polícias civil e militar. Nesta etapa, a SSP-PI disponibilizados 700 aparelhos. No total, a secretária já recuperou cerca de 6 mil aparelhos com restrição de roubo ou fruto e recebe representantes do Rio de Janeiro, Sergipe e Distrito Federal para mostrar como funciona o sistema (veja detalhes mais abaixo).

O sorriso no rosto de Aline revelou logo que ela havia conseguido recuperar seu celular. O aparelho foi tomado dela em um assalto há quase dois anos.

"Estou muito feliz. Recuperei meu aparelho e encerrei esse trauma", disse.

No dia do assalto, Aline estava chegando em casa, por volta das 19h, na companhia de sua filha, que à época tinha 13 anos.

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com

"Eles apontaram a arma para gente e levaram minha bolsa. Hoje nem uso mais bolsa, só ando com uma sacola mesmo. Minha filha ficou desesperada. Ela chorava muito. Ainda é um dia muito confuso para eu. Eu lembro deles gritando, lembro dela gritando. Mas agora acabou", comemorou.

Agora, Aline vai dar o aparelho recuperado para sua filha.

"Ainda está novinho, vou dar ele para minha filha", disse.

O aposentado Benedito Gomes da Silva já teve três celulares roubados. O último caso aconteceu no dia 14 de fevereiro deste ano na Praça da Bandeira, no Centro de Teresina.

"Os dois primeiros eu nem prestei boletim de ocorrência. Desse último eu fui no Centro pagar um carnê, quando estava voltando fui pegar um ônibus na Praça da Bandeira. Quando eu subi no ônibus, alguém tirou o celular do meu bolso. Eu nem vi. Era muita gente subindo no ônibus, só sentir o celular sendo tirado", disse.

Antonio Pedro estava levando seu irmão para uma consulta médica, há dois anos, quando foi roubado na Avenida Barão de Gurguéia.

"Eu estava de moto levando meu irmão na garupa. Ele aproveitou que nós nos aproximamos de uma bifurcação e puxou o celular do meu bolso. Eu não fui atrás, porque fiquei com medo dele estar armado e tomar a minha moto também, minha moto é mais cara. Agora vou usar esse aparelho aqui que recuperei, porque estou usando um muito ruim", calculou.

Douglas foi buscar a esposa no bairro Dirceu Arcoverde quando foi abordado por três homens em duas motos.

"Eles tomaram meu celular e minha moto. A moto eu recuperei logo, porque tinha rastreador, mas o celular eu só recebi agora", disse.

Elaine dos Santos teve o celular roubado dentro de uma loja, no Centro de Teresina, em dezembro do ano passado.

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com

"Eu sentei para experimentar um sapato e coloquei a bolsa no banco ao meu lado. Uma mulher pegou o celular de dentro da minha bolsa. Só vimos quando o gerente da loja olhou nas câmeras, mas elas já tinha saído da loja. Eu acho que a loja foi negligente. Eles não queriam me deixar ver as câmeras e eu precisei brigar muito para o gerente ir lá olhar quem pegou o celular da minha bolsa", relembrou.

"E daquele jeito! É só perdeu, perdeu, perdeu. E levaram meu celular", disse Antonio Ferreira.

Ele foi assalto há cerca de seis meses, na Santa Maria da Codipi, onde reside com sua família.

"Não dá para fazer nada. Eles chegam de moto arma na mão e só podemos é entregar tudo o que temos" lamentou.

Arlan Jobert veio de Água Branca para recuperar um aparelho que foi roubado dele em 2021.

"Estava na porta de casa. Dois homens chegaram em uma moto e anunciaram o assalto. Recebi o comunicado que meu celular havia sido recuperado. Peguei uma carona e vim aqui buscar ele de volta", disse.

Agora Arlan espera ter um outro aparelho recuperado."O outro foi roubado um ano antes, em 2020, mas ainda tenho esperança em recuperar", afirmou.

Douglas Danes estava correndo no Parque Lagoas do Norte quando foi abordado pelos assaltantes e agosto de 2023.

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com

"Eles estavam usando uma farda azul, não lembro o nome da empresa, não pensei que fosse um assalto. Eles estavam armados e levaram meu celular. Eu fiz o Boletim de Ocorrência e quando eles recuperaram meu aparelho me chamaram aqui para buscar", explicou.

Operação para recuperar celulares entra em nova fase

O secretário de Segurança, Chico Lucas, afirmou que a operação de recuperação e devolução de celulares entra agora em uma nova fase.

"Já recuperamos mais de seis mil celulares, que foram devolvidos voluntariamente. As pessoas que estavam de posse deles atenderam ao nosso chamado e vieram, voluntariamente, devolver os aparelhos. Agora vamos atrás daqueles que não vieram até aqui para recuperar esses aparelhos", explicou.

Representantes de dois estados e do Distrito Federal vêm ao Piauí conhecer Projeto Celular

Representantes da Segurança Pública dos estados do Rio de Janeiro e Sergipe e, ainda, do Distrito Federal estão na sede da Secretaria de Segurança Pública para ver de perto como funciona o Projeto Celular.

O objetivo é levar a experiência do Piauí para os seus estados de origem.

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com

"No Rio de Janeiro por ser uma cidade dedicada ao turismo, estamos, rotineiramente, nos deparando com situações semelhantes. Estamos aqui dialogando, buscando um canal de interlocução, buscando aquilo que está funcionando aqui para adaptar a nossa realidade e dar uma sensação de segurança maior para as pessoas que moram e visitam o Rio de Janeiro", disse o tenente-coronel.

"A parte tecnológica empregada aqui pode ser acrescentada ao nosso trabalho no Rio. O grande número de recuperação de celular é formidável. No Rio de Janeiro, em 2024, em três meses foram mais de 3 mil celulares roubados e mais de 6 mil furtados, só na região metropolitana (Rio de janeiro Capital, baixada Fluminense e São Gonçalo)", afirmou. 

O secretário adjunto de Segurança de Sergipe, José Andrade, também está no Piauí.

"Tomamos conhecimento do projeto do Piauí em uma reunião com secretários de segurança que aconteceu em Fortaleza. Depois o governador e o secretário de segurança do nosso estado viram, em nível nacional, uma matéria que explicava todo o processo. Hoje estamos aqui com uma equipe de delegadas que atuam no setor turístico da cidade para entender como o projeto funciona e replicar em Sergipe", disse o secretário adjunto.

"O furto e o roubo de celular é um crime, digamos, pequeno, mas que incomoda muito. No Sergipe não é diferente do Piauí e essa resposta que o estado do Piauí tem dado à população devolvendo celulares cria uma sensação de segurança muito boa. No evento Pré-Caju, realizado na orla durante três dias, recebemos uma média de 400 mil pessoa e tivemos o registro de cerca de 730 celulares roubados", disse.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (89) 99928-8450

Visitas: 27367
Usuários Online: 8
Copyright (c) 2024 - PORTAL E RÁDIO WEB PICOS MAIS
Converse conosco pelo Whatsapp!